Segunda, 15 de Julho de 2024

Com apoio do Governo do Tocantins artesanato do estado é promovido na maior feira da América Latina no segmento

Fenearte acontece em Olinda (PE) desde a última quarta-feira, 3, e segue até o dia 14 de julho no Centro de Convenções de Pernambuco

Fotos: Kadu Souza / Governo do Tocantins
post
Maria Eduarda Ferraz / Governo do Tocantins

08 julho, 2024 às 09:31

Em meio aos corredores preenchidos por peças artesanais feitas com as mais variadas matérias-primas de diferentes partes do Brasil, o brilho do capim-dourado destaca-se de longe no olhar dos transeuntes da Feira de Negócios do Artesanato (Fenearte), realizada em Olinda (PE) e considerada a maior do segmento em toda a América Latina. Ao percorrer o corredor seis, é impossível não reparar na luz e na vibração que exala o espaço destinado ao Tocantins, um dos únicos estados do país a receberem do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), na edição deste ano, um estande de 42 m², superando o espaço do ano anterior, de 36 m², para a exposição do artesanato local. 

Todos os anos, os profissionais que representam o estado são selecionados por meio de um edital de chamamento público, lançado pelo Governo do Tocantins através da Secretaria da Cultura (Secult), a responsável não somente por levar os artesãos a cidade de Olinda, mas por transportar toda a mercadoria que é exposta e comercializada ao longo dos quase 15 dias de evento, além de oferecer o suporte de servidores da pasta durante a exposição. Em 2024, participam da Fenearte sete artesãos individuais e quatro entidades representativas do estado, que levam a diversidade dos produtos locais para o público visitante. 

A artesã Elisabete Xerente, do município de Tocantínia, participa da feira pela terceira vez e demonstra empolgação para a edição. "Estamos nos primeiros dias de feira e eu estou vendo uma expectativa muito boa. Está chegando muita gente e já na quarta-feira, que foi a abertura, tivemos uma boa venda. A expectativa é que melhore ainda mais”, disse.

Os produtos expostos no espaço são para os mais variados estilos e gostos, e trazem as inúmeras possibilidades e a versatilidade dos objetos de uso pessoal e das peças utilitárias e decorativas. Ao entrar no estande do Tocantins, o público visitante tem acesso a bolsas, biojoias, mesas, luminárias, peças de cerâmica, entre outros trabalhos realizados a partir de matérias-primas como a madeira, as sementes, a fibra e a palha de buriti, a argila e o capim.

Representando a Secretaria da Cultura no evento e testemunhando a magnitude da feira e as possibilidades que ela oferece para os artesãos do estado, a secretária-executiva Valéria Kurovski destacou o apoio dado pelo Governo do Tocantins ao artesanato da região. 

“O Tocantins é um dos quatro estados que têm o maior estande da feira, com 42 m², e isso é um feito graças a atuação dos nossos artesãos nas feiras anteriores. O Governo do Tocantins, por meio do governador Wanderlei Barbosa e da Secretaria da Cultura, o nosso secretário Tião Pinheiro, é apoiador da participação dos nossos artesãos em feiras, não apenas aqui na Fenearte, que é considerada a mais importante da América Latina, mas nas principais feiras nacionais”, disse, ressaltando a presença do artesanato de diferentes regiões e povos, como os Xerente, Krahô e Karajá. 

Também presente na edição, o superintendente de Fomento e Incentivo à Cultura da Secult, Antônio Miranda, destacou a importância desses espaços para o desenvolvimento da cultura regional. “Isso fortalece os nossos saberes, a nossa cultura e as relações institucionais, além de trazer o que o Tocantins tem de artesanato e de arte. Eu acho que esses eventos são importantes para que a gente possa cada vez mais fortalecer uma cultura regional que para nós é fundamental”, disse. 

Em visita ao estande do Tocantins, o secretário Nacional do Artesanato e do Microempreendedor Individual, Milton Coelho, reforçou a rica presença do estado em feiras realizadas pelo Brasil. “As feiras nacionais apoiadas pelo PAB são o ponto alto do esforço que os artesãos e os estados fazem, e que o Governo Federal também faz, para incluir nas rodadas de negócios, abrir espaço na atividade econômica para a atividade criativa, para a economia criativa, então essa feira é mais um passo que nós damos nessa direção, com a presença indispensável, com esse artesanato bonito e que valoriza muito o artesanato brasileiro, vindo do Tocantins”, comentou. 

A Feira de Negócios do Artesanato segue até o dia 14 de julho, oferecendo uma oportunidade imperdível para aqueles que desejam conhecer o trabalho produzido em todos os cantos do Brasil. Mais informações podem ser obtidas através do Instagram oficial do evento: @fenearte. 

Fenearte

Organizada pelo Governo de Pernambuco, por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Adepe), a Fenearte chega em sua 24ª edição em 2024. Através do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) outros entes federativos participam do evento, ficando sob a responsabilidade de cada estado a seleção de seus representantes.