Sábado, 25 de Janeiro de 2020

SUSTENTABILIDADE

Pneus descartados são reutilizados na correção de bolsões de areia em estradas do Jalapão

Material tem mais durabilidade e causa menos impacto ambiental do que o cascalho, que é comumente usado nessas operações

Ageto/Governo do Tocantins
post


20 novembro, 2019 às 12:38

A região do Jalapão, um dos principais pontos turísticos do Tocantins, sofre há anos com a falta de acessibilidade por conta das estradas não pavimentadas, que é uma reclamação tanto de moradores do local quanto de turistas. Além disso, a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) identificou cerca de 100 pontos críticos com problema de bolsões de areia nas rodovias que dão acesso aos municípios de Novo Acordo, São Félix do Tocantins, Mateiros e Ponte Alta do Tocantins. 

Para resolver esse problema, a Ageto desenvolveu um projeto de engenharia que utiliza uma malha de pneus intertravados com cordas de seda para estabilizar os pontos críticos e uniformizar as vias, melhorando assim a trafegabilidade. 

Serão utilizados 2.500 pneus descartados, que seriam dificilmente reciclados por conta da alta resistência química e física, garantindo um destino sustentável para esse material que pode gerar graves problemas ambientais. Além disso, os pneus são também uma solução barata e mais fácil de utilizar em comparação ao cascalho, que é comumente utilizado nesse processo. 

Inicialmente, quatro bolsões de areia considerados mais críticos estão sendo recuperados: três na TO-255 (entre Ponte Alta e Mateiros), com um ponto depois da ponte do Rio Vermelho e dois depois da entrada da Cachoeira da Velha, e um na TO-030 (entre Novo Acordo e São Félix do Tocantins) próximo à Serra da Catedral.

A secretária de Estado da Infraestrutura, Cidades e Habitação (Seinf), Juliana Passarin, destaca que esse é um trabalho sustentável e com custos menores, uma vez que os pneus utilizados no processo foram doados.