Segunda, 20 de Setembro de 2021

Natureza

Programa Água Viva lança projeto de restauração de trecho do Ribeirão Taquaruçu

Após as apresentações do projeto, os presentes participaram de um mutirão para retirar resíduos deixados por populares

Foto: Internet
post


05 julho, 2021 às 19:16

O Programa Água Viva, da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA), levou uma ação de revitalização a um trecho do Ribeirão Taquaruçu, na manhã do último sábado, 3. A intenção é prevenir erosão e assoreamento, preservando o curso d’água, que inclusive é um dos responsáveis pelo abastecimento de Palmas.

A ação contou com a parceria das Secretarias de Desenvolvimento Rural (Seder) e de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu) – com a Defesa Civil e a Guarda Metropolitana Ambiental -; Federação Tocantinense de Triathlon (FTTri) e Associação Água Doce.

A atividade foi realizada logo no início da manhã, quando foram apresentadas faixas de contenção (curvas de nível), construídas para desviar a água das chuvas, evitando que elas descarreguem diretamente dentro do ribeirão, provocando erosão. Na sequência, quando iniciar o período das águas, o terreno deve receber o plantio de vegetação do tipo gramíneas, para ajudar a segurar a umidade e preparar a área para receber o plantio de mudas de árvores nativas, típicas do Cerrado.

Após as apresentações do projeto, os presentes participaram de um mutirão para retirar resíduos deixados por populares que frequentam a região, principalmente nos finais de semana.

O biólogo e responsável pelo Programa Água Viva, Marcelo Grison, explicou que a ação iniciada neste sábado levará um tempo para que os resultados comecem a aparecer; mas que é necessária para garantir a sobrevivência do corpo hídrico. “Vamos levar este trabalho de restauração para outros pontos do Ribeirão Taquaruçu Grande. É um trabalho lento e que precisa da adesão do poder público e da comunidade para alcançarmos um bom resultado”, disse.

O presidente da FMA, Fábio Chaves, disse estar muito confiante e comprometido com este trabalho. “Além de representante do poder público, também tenho o compromisso como cidadão de contribuir para a recuperação e proteção dos corpos hídricos de Palmas.”

O titular da Seder, Major Negreiros, colocou a pasta à disposição para o trabalho e lembrou que, além do serviço de recuperação dos mananciais, também é necessário estar atento a outras atividades potencialmente poluidoras na região.

A secretária de Segurança e Mobilidade Urbana, Coronel Alaídes Pereira Machado, garantiu que as equipes da Sesmu, representadas pela GMP Ambiental e Defesa Civil estão a postos para apoiar os trabalhos, contribuir com ações de fiscalização e atender chamadas sempre que necessário.

A representante da Associação Água Doce, Maria Isabel, disse que a comunidade local ficou entusiasmada com a ação, uma vez que além de preservar a natureza, a presença do poder público ainda leva segurança para a região.

Já o vice-presidente da FTTri, Sérgio Henrique, considerou que a intervenção do Município proporciona benefícios não só a quem mora na região, mas às demais pessoas que transitam pela região, incluindo os ciclistas.