Domingo, 24 de Outubro de 2021

Palmas

Projeto de Reciclagem de Óleo Residual será lançado em Palmas

Nesta sexta-feira, 04, começam as atividades

Foto: Divulgação
post


03 dezembro, 2020 às 19:58

A Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) lança nesta sexta-feira, 04, em parceria com a Empresa Granol e com a BRK Ambiental – concessionária de serviços de água esgoto na Capital, o projeto de Reciclagem de Óleo Residual de Palmas e inaugura o primeiro ecoponto para recebimento exclusivo deste tipo de resíduo.

O evento será na Feira da 304 Sul, (Arse 31), às 16 horas e deve contar com a presença da prefeita Cinthia Ribeiro, da presidente da FMA, Jacqueline Vieira, um representante da Granol e um representante da BRK Ambiental, que devem assinar um termo de cooperação para o projeto. Durante a inauguração, os parceiros vão distribuir um litro de óleo comestível para as pessoas que levarem quatro litros de óleo usado, para descarte.

O ecoponto será estruturado por quatro contêineres, onde as pessoas devem descartar o óleo doméstico usado, devidamente acondicionado em vasilhames tipo pet. O material será recolhido pela Empresa Granol que transformará o produto em biodiesel, evitando que seja descartado de forma inadequada causando prejuízos, tanto a rede de água e esgoto, quanto ao meio ambiente.

Os contêineres serão colocados na entrada principal da Feira da 304 Sul e ao lado do palco, sendo dois em cada local. Cada recipiente tem capacidade para receber até 100 litros de óleo. Além do ecoponto da Feira da 304 Sul, mais outros cinco locais de recebimento deste tipo de resíduo entrarão em funcionamento: o ecoponto central, e em outras quatro feiras da Capital.

Sempre que os contêineres estiverem cheios, o material será levado ao ecoponto central, instalado no Horto Florestal (Viveiro Municipal) e de lá o material será recolhido pela Granol, para transformação em Biodiesel. A contrapartida da empresa será o apoio aos projetos de preservação ambiental da FMA.

Óleo residual e poluição 

Os ecopontos de coleta do óleo residual são alternativas fundamentais para a gestão de resíduos, principalmente no meio urbano, uma vez que basta um litro de óleo descartado de forma incorreta – em pias, ralos e similares, para contaminar até 25 mil litros de água, segundo apontam, estudos da área.

Entre as principais consequências estão a morte de peixes, e outras espécies, contaminação e sujeira do solo. Este resíduo também pode acumular-se nas paredes dos canos e reter outros materiais que passam pelo local. Além de entupimentos, haverá infarto do sistema de esgoto com sérios problemas para manutenção das redes e custos mais altos para fazer consertos e reparos.

Parcerias

Além da parceria com a Granol e BRK, a Fundação de Meio Ambiente espera também que a comunidade de Palmas se envolva neste projeto e assim contribua para o município conseguir implementar de forma mais eficiente suas políticas públicas de gestão de resíduos.

A expectativa, segundo explica a presidente da FMA, Jacqueline Vieira, e que empresas do ramo de alimentação, microempreendedores e cidadãos em geral adotem o hábito do acondicionamento correto do óleo usado e descarte nos ecopontos.

Programa Renova Palmas

O Renova Palmas é o Programa que norteia a política de gestão de resíduos de Palmas e inclui quatro projetos, que estão em fase de desenvolvimento: Reciclagem de Óleo Residual, Coleta Seletiva de Recicláveis, Compostagem da Fração Orgânica e Implementação da Cadeia de Logística Reversa.

Vale destacar que destes quatro projetos, por ora estão em funcionamento a coleta do óleo residual e a coleta seletiva de resíduos sólidos, como papelão e papel, plástico, metal e resíduos úmidos. A logística reversa e a compostagem da fração orgânica ainda se encontram na fase de tratativas com os futuros parceiros.