Segunda, 15 de Julho de 2024

Conselho de Desenvolvimento Econômico retoma atividades e aprova incentivos fiscais a empresas que devem injetar quase R$ 140 milhões na economia do Tocantins

CDE ainda aprovou aporte de recursos de quase R$ 12 milhões para cinco projetos que foram apresentados

Créditos nas fotos: Vinícius Venâncio
post
Vinicius Venâncio/Governo do Tocantins

23 janeiro, 2024 às 16:05

Com foco no fortalecimento do setor produtivo do Tocantins, a Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Sics) realizou, na manhã desta segunda-feira (22), a 125ª reunião ordinária do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado do Tocantins (CDE-TO) e a primeira de 2024. O Conselho deliberou sobre as solicitações de incentivos fiscais e aprovações de aportes de recursos do Fundo Estadual de Desenvolvimento Econômico (FDE-TO).

 

Foram aprovados os incentivos fiscais, nas modalidades de expansão e implementação, para cinco empresas. A expectativa é de que sejam injetados na economia quase R$ 140 milhões e que mais de 190 novos postos de empregos sejam criados, empregando e gerando renda para a população tocantinense.

 

Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE-TO)

 

Ainda na reunião, foi deliberado e aprovado o aporte de recurso em quase R$ 12 milhões provindos do FDE-TO para fomentar projetos como a contratação de estrutura para eventos que serão realizados pela Sics, como Agrotins, Pavilhão do Desenvolvimento e Fenesulp (R$ 8 milhões).

 

Além disso, o Projeto Tecnova III, que possui a finalidade de apoiar 25 empresas tocantinenses (R$ 2.170.000,00), a Exposição do Polo Comercial e Industrial 2024 – Feira Época (R$ 1.200.000,00) e o fomento da Agroindústria de Processamento da Mandioca e Etnodesenvolvimento da Associação dos Brigadistas indígenas Xerente (R$ 600.000,00) também foram contemplados.

 

O conselheiro Jaime Café se mostra satisfeito com os resultados que o CDE tem apresentado para o Estado e animado com o que pode ser feito nos próximos meses. “Estamos bastante otimistas com as pautas deste ano, sabendo que o Tocantins está trilhando um caminho de prosperidade e com um Conselho que tem sido bastante diligente na aplicação dos recursos, sendo muito criterioso para que os recursos públicos sejam bem aplicados”, disse o conselheiro.

 

Para o secretário Carlos Humberto, cada vez mais o trabalho do Conselho se mostra imprescindível para a construção de um Tocantins economicamente forte. “O saldo de 2023 foi extremamente positivo, resultado de uma política eficiente e visionária, como a que tem sido desenvolvida pelo nosso Governador Wanderlei Barbosa. Começamos 2023 com projetos incríveis, como a agroindústria do povo Xerente, projetos que visam explorar o potencial que nosso Estado possui”.