Domingo, 24 de Outubro de 2021

Empresários buscam apoio para implantação de fábrica de placas solares no estado

Autoridades demonstram interesse em apoiar o segmento, já que o Tocantins é um dos estados que recebe maior incidência de raios solares no ano

Secom/Divulgação
post


23 março, 2019 às 14:12

O secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (SICS), Ridoval Darci Chiareloto, recebeu em seu gabinete, no final da tarde dessa quarta-feira, 20, um grupo de investidores da China interessados em implantar uma fábrica para a construção de placas solares no Estado.

Os empresários vieram procurar o secretário da pasta para apresentar o projeto e conhecer os incentivos que podem ser concedidos pelo Governo para a implantação da unidade fabril. O responsável pelo projeto, diretor administrativo da empresa Primavera Alimentos, Moacir Vieira de Almeida, disse que espera receber o apoio do Governo para a viabilização do empreendimento.

“Viemos conhecer o interesse do Governo em relação à nossa proposta. Esperamos, agora, o apoio para sua viabilidade”, afirmou. Também participou da reunião o vice-diretor da empresa, o chinês Young Hak Lee.

Segundo o diretor administrativo, o estado do Paraná já conta com uma unidade fabril nos moldes a ser implantada aqui no Tocantins. O diretor lembrou ainda que já atua no Estado com a exportação e importação de grãos, estando inclusive, em negociação com o Estado, para a implantação de armazéns e abatedouros de carne bovina e de frango, material destinado à exportação para a China.


Energia limpa

O secretário destacou que o Governo tem total interesse em apoiar este tipo de empreendimento no Estado, já que o Tocantins é um dos estados que recebe maior incidência de raios solares o ano inteiro. “A energia solar é uma fonte gratuita, renovável, limpa e com pouquíssimos danos ao meio ambiente. Por isso, temos total interesse em incentivar empresas desse setor que aliam benefícios ambientais e econômicos”, destacou. Esta foi uma primeira visita, por isso Ridoval Chiareloto solicitou o retorno dos empresários com as propostas consolidadas para serem analisadas pelo corpo técnico da SICS. (Fábia Lárazo)