Segunda, 20 de Setembro de 2021

Palmas

Palmas formaliza adesão ao projeto de implantação de Destinos Turísticos Inteligentes

O modelo que foi adaptado ao Brasil será aplicado em 10 destinos turísticos pilotos; projeto deve ser concluído no final de 2021

Foto: Edu Fortes/Prefeitura de Palmas
post


30 junho, 2021 às 19:27

Foi oficializada a presença da capital tocantinense, Palmas, entre as cidades que integram o Destino Turístico Inteligente - DTI Brasil. Nesta quarta-feira, 30, a prefeita Cinthia Ribeiro participou de uma cerimônia on-line que marcou a adesão da capital tocantinense ao projeto piloto do DTI Brasil, que terá a participação de dez municípios brasileiros, sendo dois de cada região do País.

“Palmas tem um grande potencial turístico. É uma cidade jovem, planejada, organizada, segura. Ficamos muito felizes de participarmos deste projeto”, destacou Cinthia Ribeiro, que aproveitou a oportunidade para falar dos avanços de Palmas neste segmento, entre eles, a consolidação do Plano Municipal Turístico, que deve nortear as ações do setor para os próximos dez anos.

Integrarão o DTI Brasil, além de Palmas, as cidades de Rio Branco - AC; Recife - PE e Salvador -BA (Nordeste); Campo Grande - MS e Brasília - DF (Centro-Oeste); Florianópolis - SC e Curitiba - PR (Sul); e Rio de Janeiro - RJ e Angra dos Reis - RJ (Sudeste). Os destinos turísticos pilotos foram selecionados de forma a garantir que a diversidade de realidades encontradas no Brasil sejam observadas e contempladas.

Representantes dessas cidades, bem como os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, e do Turismo, Gilson Machado Neto participaram do evento. “O nosso país tem um dos maiores potenciais para a retomada do turismo. Contem conosco para alavancarmos este setor, para construirmos alternativas que ajudem o turismo e permita a geração de mais emprego e renda”, enfatizou o ministro do Turismo.

O Projeto DTI é fruto de um acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e o Ministério do Turismo (MTur) pioneiro no País e busca definir um formato nacional para a criação de DTIs (Destinos Turísticos Inteligentes), fortalecendo as iniciativas e locais com potencial para fortalecer a política pública.