Sexta, 20 de Setembro de 2019

JALAPÃO

Comunidades quilombolas do Jalapão são beneficiadas com projeto para melhoria dos negócios turísticos

Povoados estão recebendo visitas para avaliação das necessidades dos empreendimentos e realização de oficinas

Emerson Silva/Governo do Tocantins
post


10 setembro, 2019 às 15:36

A Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) está iniciando um projeto em comunidades quilombolas da região do Jalapão para elevar a qualidade da gestão e operação de negócios e empreendimentos turísticos de base comunitária e da comercialização de roteiros e pacotes de serviços turísticos no local. O projeto envolve as comunidades de Mumbuca e Boa Esperança, em Mateiros, do Prata, em São Felix do Tocantins, e Barra do Aroeira, em Santa Tereza do Tocantins.

Nesta primeira etapa, os povoados estão recebendo a visita de equipe formada por consultores especializados e técnicos da Adetuc para realização de oficinas, levantamento das necessidades de cada local e avaliação do avanço no atendimento aos turistas. Aliás, as comunidades de Mumbuca e Prata já recebem esse serviço desde 2014. 

A ação faz parte do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável do Tocantins (PDRIS) e é financiada pelo Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD). 

O turismo de base comunitária é aquele em que conta com a participação ampla da comunidade em sua articulação. No Jalapão, as belezas naturais têm muito destaque, mas o que se pretende é que a população seja inserida, beneficiada e faça parte do turismo na região, como destaca o presidente  presidente da Adetuc, Tom Lyra. "Nosso povo é nosso maior patrimônio, por isso estamos usando recursos do PDRIS não apenas para melhorar a infraestrutura, como também fortalecer estas comunidades em relação a profissionalização, que naturalmente levará ao aumento da geração local de emprego e renda, como preconiza o governador Mauro Carlesse", ressalta Lyra.